Faça login na sua conta!

Ainda não tem uma conta? Cadastre-se agora mesmo!

Mega Colunistas

Colunistas

Empresa NEUTRON MINERAIS negocia contrato de R$1 bilhão anual com chineses

Publicado em 08/02/2024 - 16:01 Por Cristiane Guimarães
destaque
Créditos da imagem: Divulgação

Beijing Innovation Vision Energy Technology, empresa especializada na fabricação de placas de painel de célula fotovoltaica, placas de informática e micro-chip automotivo, é a mais nova empresa na disputa pelos Recursos Minerais do Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais.

Com previsão do início das atividades prevista para março, deste ano, a NEUTRON MINERAIS, estréia no mercado de mineração com pegada de vencedor. Tal feito se concretizou devido à expertise dos sócios da empresa, o CEO Jardel Leone, e o CCO, Dr Vilmon Souza. O Governo Federal por meio da ANM (Agência Nacional de Mineração), já concedeu e aprovou o alvará de pesquisa e todos os trâmites burocráticos referentes à licença ambiental estão avançados e fortemente alinhados com as exigências da mineração verde, socialmente responsável.

A China consome aproximadamente 61% do produto no mercado mundial, seguido por Austrália e Canadá. O Brasil é detentor de 95% das reservas mundiais, o estado do Pará estão as maiores reservas medidas do país, cerca de 64% das jazidas, seguidas de 17% em Minas Gerais, 15% em Santa Catarina e 2% na Bahia e Goiás. Segundo dados, os chineses usaram anualmente cerca de 4.800 milhões toneladas de sílica nos últimos anos, minério derivado do quartzo teor 99,99, usado para fabricação de placas de energia solar, com aplicabilidade para as áreas: automobilística, aviação, bélica, construção civil, computação, eletrônica, elétrica, equipamentos médicos, espacial, química, metalúrgica, óptica, relojoaria, telecomunicações, entre outras.


O projeto de pesquisa e prospecção para exploração das jazidas de quartzo, para identificação e posterior extração de sílica no Vale do Baixo Jequitinhonha existe desde 2014, e inicialmente foi criado pelo Pesquisador Jardel Leone em parceria com o Geólogo Sênior Mário Conceição Araújo, que inclusive, o nome “Sílica Pietra” se deu em homenagem ao geólogo, já falecido. Com o passar dos anos, o projeto foi aperfeiçoado e devido à vasta experiência e persistência dos gestores e consultores envolvidos, atinge seu ápice por meio da celebração deste significativo contrato, que consagra a marca da NEUTRON MINERAIS no mercado de gigantes do setor. A geração de emprego e renda para a cidade de Almenara, no estado de Minas Gerais, pode chegar a mais de 500 empregos diretos e indiretos, promovendo o desenvolvimento e poder de comercialização local.

Após mais de 14 anos realizando testes na área denominada “SILICA PIETRA”, profissionais altamente gabaritados que compõem a equipe técnica da NEUTRON MINERAIS, identificou que se trata de uma sílica de alto teor, sem contaminantes, algo raro no mercado. Na prática, isso significa que o minério é livre de ferro e alumínio, substâncias tóxicas, que além de serem extremamente prejudiciais ao meio ambiente, ainda exigem um processo de purificação que elevam em até dez vezes o custo total do processo.

“Esse contrato veio consolidar um sonho de uma longa trajetória de trabalho, uma jornada de muita persistência. Muitas famílias estão sendo e serão beneficiadas por meio da exploração deste minério. Essa viabilização só aconteceu porque todas as ações conjuntas convergiram em busca desse objetivo, com recursos próprios.”, definiu o geólogo Leone.

O pesquisador Jardel Leone iniciou sua carreira na mineração em 2001, trabalhando em diversas empresas do setor de Mineração Industrial. Posteriormente, em 2023 surgiu a Neutron Minerais. Dr. Vilmon Souza é advogado, vice Presidente da OAB-Almenara e investidor do ramo de mineração. Juntos, eles se uniram para fundar a NEUTRON MINERAIS com ampla e relevante experiência profissional e acadêmica, com projetos que já estavam em andamento em termos de pesquisas e investimentos em parceria com RTB GEOLOGIA E MINERAÇÃO.


Desde a antiguidade, o homem utiliza os recursos minerais e os desafios de fazer mineração no Brasil não são poucos, apesar de que em nosso dia a dia, estamos cercados por elementos advindos da mineração, principalmente em se tratando no ramo das construções e tecnologia. O tijolo, por exemplo, é fabricado a partir da argila, nas paredes ainda contém calcário (em forma de cimento) e quartzo (areia), presentes também em vigas e pilares, juntamente com basalto (brita) e o ferro (vergalhões). A sílica pode ser aplicada na construção de baterias para veículos elétricos, placas fotovoltaicas, placas para computadores e telefones, foguetes, entre outros.

“A mineração ainda envolve muita polêmica e isso atrapalha bastante, por exemplo, é muito difícil o setor privado conseguir linha de crédito em bancos, principalmente na região do Vale do Jequitinhonha onde só existe fomento para pecuária”, desabafa o advogado e investidor Dr. Vilmon Souza.

Beijing Innovation Vision Energy Technology e a Neutron Minerais firmaram um acordo bilateral, onde possibilita que geólogos da gigante chinesa atuem dentro da empresa brasileira; gerando negócios, empregos e renda.

Texto Miriam Rezende Gonçalves
Fotos Divulgação

;

;