Faça login na sua conta!

Ainda não tem uma conta? Cadastre-se agora mesmo!

Mega Colunistas

Colunistas

Delegar é preciso...

Publicado em 24/05/2021 - 20:43 Por Prof. João Carlos Batista
destaque
Créditos da imagem: https://sucesso.powerminas.com/
Delegar é o ato de transferir para outro(s) a autoridade e a responsabilidade para a realização de uma tarefa. 

Delegar com eficácia é uma premissa empresarial essencial para o líder que deseja ter sucesso em sua gestão.

Ao delegar as tarefas que podem ser feitas por outras pessoas, o líder tem mais tempo para se dedicar às tarefas importantes, e ao gerenciamento dos processos, além de permitir que a equipe se torna  mais experiente e motivada. 

A delegação eficaz transmite à pessoa ou à equipe um maior sentimento de responsabilidade que se traduz num sentimento de valorização e satisfação profissional. 

Alguns líderes mostram-se, por vezes, relutantes em relação à delegação, baseados em sentimentos de desconfiança e insegurança em relação aos resultados de seus subordinados, e em alguns casos, por  serem centralizadores e terem medo de perda de seu respectivo cargo. Esta segunda opção pode ser explicada com o conceito de Líder e chefe, como apresentado em artigo anterior de 16/03/2021.

Possivelmente o líder seja mais rápido e eficiente ao desempenhar uma determinada tarefa do que alguém que ainda não tem experiência na realização desta, mas ao centralizar a realização de todas as tarefas,  acabará sobrecarregado, não possuindo tempo suficiente para se dedicar às tarefas que realmente são importantes e que não podem ser delegadas, prejudicando significativamente seus resultados como um todo, além de impedir a evolução dos integrantes de sua equipe, impedindo  a oportunidade de aprenderem e executarem tarefas de maior complexidade. 

As principais vantagens da delegação são: 

1) Possibilitar ao líder maior disponibilidade para gestão, planejamento, coordenação, avaliação, análises para tomada de decisão, criatividade e redução de tarefas rotineiras que não precisar obrigatoriamente ser realizadas pelo mesmo; 
2) Capacitar e preparar subordinados capazes de agir por conta própria em emergências ou quando o líder não está presente; 
3) Estimular os liderados a assumir maiores responsabilidades; 
4) Descobrir novas capacidades entre os liderados, colocando-os a serviço da equipe e dando-lhes oportunidade para o desenvolvimento profissional. 

O primeiro passo no processo de delegação  é decidir quais as tarefas que podem e/ou devem ser delegadas, bem como quais as tarefas que devem ser mantidas com o líder. 

Depois de decidir quais as tarefas a delegar, necessário se faz garantir recursos necessários como capacitação, estrutura e apoio para a realização das tarefas, bem como apoio adequado quando surgirem dificuldades e/ou problemas. 

 Em seguida deve-se identificar o profissional com o perfil, competência e capacidade adequada para execução da tarefa a ser delegada, mas isto requer uma avaliação cuidadosa da experiência e habilidades do colaborador.

Importante entender que diferentes tarefas requerem diferentes tipos de aptidões, habilidades  e capacidades. Nas primeiras vezes, possivelmente haverão falhas dificuldades e possíveis não conformidades (por isto a importância da capacitação e acompanhamento inicial), mas com o tempo os profissionais vão de ajustando aos processos, e tornando-se tão ou mais capazes de realiza-los do que o próprio líder. 

Para que tudo ocorra com a máxima correção, minimizando o tempo de aprendizado e a possibilidade de falhas, imprescindível se torna que os processos sejam devidamente documentados em manuais de procedimentos e atividades, permitindo uma maior facilidade de treinamento e consulta nos casos de duvidas dos profissionais realizadores das tarefas.

Deixe sempre claro o objetivo das atividades, sua importância, os resultados esperados, e as consequências da não realização dentro do prazo estabelecido, ou de falhas na realização do processo. Cuidado para não transformar estas informações em ameaças, gerando insegurança e medo em seus subordinados.
 
Comunique e repasse ao(à) colaborador(a) todas as instruções e assegure-se que ele(a) compreendeu a tarefa. 

Acompanhe o desenvolvimento da tarefa. O processo de acompanhamento é também uma oportunidade de avaliar 
as capacidades do(a) colaborador(a) e de lhe fornecer maiores instruções e lhe dar feedback. 

Quando a tarefa for concluída, deve haver uma reunião com o colaborador delegado para análise do processo, discussão dos problemas e dificuldades identificados e suas soluções, bem como analisar e reconhecer o esforço e resultados alcançados pelo mesmo. 

Dicas para uma Delegação eficaz 

 - Use a delegação de tarefas como um meio eficaz de administração do tempo e formação da sua equipe. 

 - Certifique-se de que conferiu às pessoas delegadas autoridade suficiente para a realização das tarefas. 

 - Faça uma avaliação cuidadosa das capacidades, qualidades, pontos fortes e fracos de cada colaborador. 

 - Certifique-se de que disponibilizou todos os recursos necessários para a realização das tarefas.

 - Assegure-se de que forneceu apoio e assistência suficientes a cada colaborador. 

 - Deixe claro aos colaboradores quais são as áreas pelas quais eles são responsáveis. 

 - Assegure-se de que o colaborador compreendeu as instruções e concordou com elas. 

 - Peça ideias novas quando o seu colaborador o informar sobre a evolução da tarefa. 

 - Tenha certeza de que esta agindo como um líder, não como um chefe!!!
 
-----

ATENÇÃO:
- Faça parte de nosso canal de comunicação, onde você poderá sugerir temas para nossa coluna. Basta clicar no link abaixo e fazer parte de nosso grupo "MEGAMINAS - COLUNA JC".  
Tags: Administração, gestão, empreendedorismo, inovação, liderança, sucesso, competências, gerenciamento, sucesso,
 Prof. João Carlos Batista Prof. João Carlos Batista
Gestão & Empreendedorismo

Apaixonado pelo que faz, estudioso e atuante na área de consultoria empresarial, bem como na área de treinamento, experiência como docente na UFJF (Universidade Federal de Juiz de Fora) e Faculdade Metodista Granbery, integrante voluntário do Rotary International, onde atuou como Presidente do Rotary Club Juiz de Fora Norte no ano rotário 2018/2019, fundador e diretor executivo da Treinar Gestão Empresarial e Treinar Escola de Negócios a Distância, dentre outras significativas atuações como gestor em sua carreira profissional, o Prof. João Carlos Batista disponibilizará nesta coluna conteúdo relevante sobre “Gestão & Empreendedorismo”, com dicas, notícias e novidades relacionadas ao mundo empresarial, buscando auxiliar empresários e empreendedores no desenvolvimento de ideias, projetos, criação, organização, gestão e busca contínua do sucesso de seus empreendimentos. " www.treinarvirtual.com.br "

Leia também: Como você define as prioridades dentro de sua empresa?